Para sonhar mais alto

Já não lembro o título daquele filme, nem do diretor, nem sequer se o vi numa sala de cinema ou na tela de uma televisão. Só ficou uma cena, um momento curto no qual o protagonista tira o agasalho e dá para um amigo. Este acabava de lhe confessar que aquele presente, moderno e de couro, era o seu sonho. “Que tenhas sonhos maiores” disse-lhe enquanto entregava o objeto dos seus desejos.

Quando se realiza um projeto desejado por muito tempo, vem a sensação de que devemos nos traçar novas metas. 14ymedio.com tem sido minha obsessão por mais de quatro anos. Senti primeiro a necessidade de que nascesse contribuindo com sua informação para que os cubanos decidissem com maturidade seu próprio destino. Mais tarde chegou a pergunta de como consegui-lo e a partir daí traçar um cronograma tão necessário como difícil de ser cumprido.

Também veio uma longa etapa em que meus amigos me escutavam falar do tema e riam-se entre dentes. “A louca do jornal” mais de um haverá me alcunhado. A parte mais difícil, contudo, foi – e continuará sendo – dar vida real a esta fantasia. Os tropeços foram inumeráveis. Desde os impostos por um poder que vê um gesto de traição na informação, até enfrentar o ceticismo de alguns amigos. Porém as obsessões são assim, não tendem a se deixar vencer tão facilmente.

Hoje, realizei um sonho. Diferentemente daquele personagem do filme não é um presente de roupa, mas sim um espaço jornalístico no qual sou acompanhada por numerosos colegas. Nasce com o desejo de chegar a muitos leitores dentro e fora de Cuba, de oferecer um espectro completo de notícias, colunas de opinião e dados sobre a realidade da nossa Ilha. Dará muito trabalho, sem dúvida. Cresceremos pouco a pouco, cuidando de que a realidade acompanhe cada conteúdo publicado.

Agora já posso sonhar mais alto: em um ano talvez estejamos na banca da esquina. Quem sabe?

Tradução por Humberto Sisley

Anúncios