5 Apps de iOS imprescindíveis em Cuba

Guayaba Mac Onde ficará a primeira loja da Apple em Havana? Pergunto-me, às vezes, em meio as minhas elocubrações futurísticas. Imagino-a na esquina de Galiano com Reina, sobre esses arcos que bem poderiam sustentar uma enorme maçã. Mesmo que falte muito para se ver as criações de Steve Jobs atrás de uma vitrine e de forma legal em Cuba, estes artefatos de bom desenho e excelente tecnologia já irromperam no cenário nacional. O mercado informal, a solidariedade de tantos viajantes e o apetite por modernidade misturaram-se para fazer de um ipad ou de um MacBock Pro presenças cada vez mais freqüentes nas nossas vidas.

O gosto pelos iPhones potencializou a existência de um mercado de aplicativos para este telefones inteligentes. Pacotes com funcionalidades que incluem jogos, mapas de todo o país, dicionários e editores de audiovisual podem ser adquiridos em incontáveis oficinas privadas ao longo da Ilha. Os técnicos nestes ofícios são muito jovens e oferecem também desbloqueio de terminais, jailbreak, mudança de cristal em caso de quebra, limpeza do botão de início e uma ampla gama de conectores para recarregar a bateria ou plugar um computador. Há para todos os gostos e para todos os bolsos.

Entre as aplicações para iOS mais solicitadas pelos clientes nacionais tenho aqui uma lista das cinco imprescindíveis. Ferramentas necessárias para burlarmos a censura, solucionar problemas cotidianos ou nos divertirmos um pouco:

–      Offmaps2: Excelente funcionalidade com mapas de várias províncias cubanas e a possibilidade de uso sem conexão a Internet. Sua indicação de ruas é bastante fiel a realidade, com o acréscimo de poder localizar sítio de interesse nos arredores de onde nos situarmos. O serviço de geo-localização funciona, nestes casos, por triangulação das antenas de telefonia e não por satélite. Mesmo sendo menos preciso evitará que nos percamos em cidades e povoados que visitamos pela primeira vez.

–      Minipedia: Uma versão offline da famosa enciclopédia interativa Wikipedia. A vantagem deste aplicativo é dispensar o processo de jailbreak no telefone. Pode-se obter a base de dados Español XL bem atualizada mesmo que não tenha imagens. Outros apps competem com a Minipedia, entre eles Wiki Espanhol e a funcionalidade da Wilkipedia instalada no próprio navegador Safari, ainda que este último necessite de um celular jailbreakado.

–      Messy SMS: Para os interessados em enviar SMS aos amigos sem que a companhia telefônica fique metendo o nariz no conteúdo este é o aplicativo perfeito. Basta combinar uma senha com o receptor e com ela será possível encriptar e desencriptar os textos a serem enviados. Divertida, precisa e necessária para estes tempos que correm em que mais de um olho indiscreto pousa sobre nossas mensagens privadas.

–      WordLens: Função simpática que mistura o visor da câmera com um tradutor em vários idiomas. Permite traduzir de forma imediata cartazes e frases escritas que estejam ao alcance do nosso telefone. Mesmo que o resultado seja uma tradução palavra a palavra, sem nenhum voo literário ou metafórico, pode nos ajudar em situações em que tenhamos pressa e não saibamos decifrar o que um texto diz.

–      PhotoStudio: Para editar nossas fotos com apenas poucos movimentos sobre a tela este app cai muito bem. Inclui filtros, possibilidade de recorte, mudar o tamanho de uma imagem e, inclusive, agregar texto sobre a mesma. Depois da foto trabalhada tem a opção de salvá-la em bobina, exportá-la ou subi-la para alguma rede social… Esta último só se tiver acesso a Internet.

Espero que estes pedaços de maçã lhes sirvam como sinais do caminho até o dia em que a Apple chegue – sem restrições – à nossas vidas.

Tradução por Humberto Sisley

Anúncios