Dia do mestre

grafiti

Uma vizinha bateu na porta a noite; era por volta das dez. Seu neto tinha que levar um presente para a professora e a senhora procurava papel colorido para embrulhá-lo. Em algum lugar tínhamos uma folha de papel colorida com florzinhas lilás, que foi suficiente para embrulhar um par de sabonetes e um lápis labial. Hoje o menino saiu arredondado com o presente nas mãos até uma escola onde a música soava desde cedo pelos alto-falantes. O dia do educador tem sido, desde sempre, uma grande festa em todos os colégios cubanos, um momento para que os estudantes comemorem os profissionais de ensino. Contudo, não são tempos para celebrar muito, nem para ocultar com comemorações a situação atual deste importante setor.

A “alta qualidade da educação cubana” que tantos no mundo têm elogiado é uma miragem que não conseguiu persistir após os anos oitenta. Mantida do Kremlin esta Ilha chegou a exibir uma infra-estrutura docente que nada tinha a ver com suas reais possibilidades econômicas e produtivas. Como se um homem doente e sem dentes possuísse um braço digno do mais fornido fisiculturista. Essa desproporção – entre o que desfrutávamos e o que realmente poderíamos nos permitir – ficou evidente quando o subsídio soviético foi cortado e as escolas do país entraram numa crise profunda da qual ainda não se recuperaram. Uma crise que não incluiu só a deterioração física dos locais das aulas, como também a perda da qualidade docente e a desvalorização ética e moral da educação.

No centro do problema: o professor, que deixou de ser um profissional respeitado para ficar nos últimos degraus da escala laborativa. Os experimentos de formação de pedagogos emergentes pioraram a situação e hoje é comum se encontrar dando aulas de espanhol alguém que não sabe a diferença entre “literal” e “literário”. O excesso de ideologia, o maniqueísmo no momento de ilustrar a própria história nacional, a diminuição da criatividade e do espírito crítico, inscrevem-se entre as tantas características negativas que a educação cubana hoje mostra. Contudo, apesar disso, ainda restam professores que sobressaem entre as arcadas por realizarem seu trabalho com dedicação e excelência. Educadores a quem os baixos salários, o colapso material, a mediocridade circundante e a intromissão da política em seu trabalho, não lhes tiraram o desejo de ensinar. A eles, muitas felicidades neste dia.

Tradução e administração do blog em língua portuguesa por Humberto Sisley de Souza Neto

Anúncios

5 thoughts on “Dia do mestre

  1. .
    Um artigo do Carlos Alberto Montaner.
    .
    Fidel Castro se despide de su amigo Hugo Chávez
    .
    .
    http://www.elblogdemontaner.com/fidel-castro-se-despide-de-su-amigo-hugo-chavez/
    .
    .
    Lamento pelo que Chavez esteja passando.
    Não apoio que a sua saúde seja objeto de piadas mas entendo que ela não deveria ter se candidatado a mais um período na presidência da república.
    Cuba que recebe ajuda econômica da Venezuela, parece não melhorar, apesar do anúncio do crescimento do seu PIB.

  2. .
    Colocando agora nesta listagem os Estados Unidos, teremos o seguinte gráfico.
    .
    .
    http://goo.gl/1N9HU
    .
    .
    Assim se pode avaliar o crescimento do PIB entre alguns os países das Américas e verificar o potencial de cada um em relação aos EUA.

  3. Querida Yoani,

    Yo creo que tu no puedes leer lo que escribimos acá, pues no es facil conectarse en tu pais, especialmente para alguien como tu. Pero tu eres una persona muy especial, que merece mucha paz y alegria, dentro de ti y con tu pueblo. Fuerza siempre. Abrazos de Brasil.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s