E não volto mais…

sabina3

Festivais de Varadero, Girasoles Opina e Bossa Nova em Havana… Um desfile de artistas modernos e talentosos percorreu este país nos anos sessenta, setenta e oitenta. Eu acompanhava suas letras mais cativantes e imitava seus penteados e sua roupa. Cantarolava aquele: “Quem lhe disse que eu era só riso, nunca chorou…”, “O que será que será que andam suspirando pelas alcovas”, “Pedro Navaja, as mãos sempre dentro do casaco”. Lembro que minha irmã ria de mim e dizia que eu tinha “cabelo de brasileira” porque meu perfil lembrava um abajour, como o perfil da Maria Betânia e outras tantas divas daquele momento. Gostava tanto dessa comparação! Eram tempos de ver também Ana Belén e Víctor Manuel nos palcos nacionais. Até “La Negra”, Mercedes Sosa cantava “Graças à vida” nos microfones nacionais.

Contudo aqueles artistas habituais também deixaram de nos visitar. Alguns faleceram, outros se desiludiram pelos abusos e excessos da Revolução e outros simplesmente deixaram de colocar Cuba nas paradas obrigatórias dos seus itinerários. Nos cartazes promocionais onde antes se lia “Paris, Berlim, New York, Buenos Aires… Havana” desapareceu a maior das Antilhas. Passamos de escala obrigatória para lugar aonde só vinham os ideologicamente convertidos. Tudo foi manchado pela política, determinou arpejos, toadas e estribilhos. A música foi dividida entre artistas comprometidos com “a causa” e “traidores” que não mereciam se apresentar para o público cubano. Na última vez em que escutei Joaquín Sabina num teatro de Havana uma amiga subiu no palco e lhe estampou um beijo na bochecha. Chamaríamos mais tarde aquele gesto de “O carinho do adeus”, pois depois não vimos mais nem o cabelo nem o chapéu do andaluz. O personagem (ou alter ego) de uma das suas histórias cantadas diria sobre sua viagem a Cuba: “não volto mais, não desfrutei”.

Os visitantes assíduos daquelas décadas somaram-se a lista de outros músicos que nunca mais voltaríamos a ver ao vivo. Desse modo perdemos tanto a boca impudica de Mick Jagger como o orgulho de Shakira, a excentricidade de Lady Gaga e o meneio suave de Willy Chirino. Crescemos sem experimentar diretamente a “sandunga” de Célia Cruz, a luz do palco caindo sobre Ricardo Arjona ou o barulho de um teatro durante a apresentação de Freddie Mercury. Madonna não veio a Havana, Michael Jackson morreu sem pisar em solo cubano e, na batida em que vamos, várias gerações de artistas terminarão suas carreiras sem jamais cantarem para nós. Ao menos tivemos Juanes, Olga Tañon e Miguel Bosé aqui naquele inesquecível concerto de 2009.

Ser um cidadão do século XXI não inclui só se conectar a Internet, ter direito a associação e a livre expressão, mas também contato cultural e musical de acordo com a época. Porém o que evidencia nossa perspectiva internacional é que ficamos parados no século passado, encalhados naquela época em que Milton Nascimento e Fito Páez cantavam a poucos metros de nós.

Tradução e administração do blog em língua portuguesa por Humberto Sisley de Souza Neto

Anúncios

8 thoughts on “E não volto mais…

  1. .
    .
    Pode parecer estranho o seguinte link, mas Ted Boy Marino foi um lutador de luta livre e participou do programa de televisão da TV Record, Gigantes do Ringue, na época da exibição da série Perdidos no Espaço.
    .
    Naquela época Fidel Castro não era visto como um herói, mas apenas um ditador que fuzilava seus inimigos e que muitos cubanos morriam afogados fugindo para a Flórida.
    .
    Ídolo da luta livre Ted Boy Marino morre no Rio aos 72 anos
    .
    .
    http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2012/09/idolo-da-luta-livre-ted-boy-marino-morre-no-rio-aos-72-anos.html

  2. .
    Do twitter da Yoani.
    .
    .
    He agotado todos los caminos legales dentro de mi pais… es tiempo de apelar a organismos internacionales #CIDH
    .
    Me han negado sistematicamente el derecho a viajar, el derecho a hablar, el derecho a moverme dentro de mi propio pais…
    .
    Esta denuncia ante la #CIDH no solo es por mi, sino por todos esos cubanos que padecen iguales violaciones de sus #DDHH
    .
    Quiero viajar, quiero expresarme; pero mas deseo que tengan libertad de movimiento y de expresion mis compatriotas 🙂
    .
    Si las leyes de mi pais estan marcadas por considerandos ideologicos, entonces es momento de apelar a leyes mas incluyentes
    .
    Contra mi se han usado metodos de difamacion, lapidacion publica, paredon mediatico en los medios nacionales… sin derecho a replica
    .
    Ahora estoy impartiendo curso de #WordPress y hay muchos estudiantes interesados 🙂
    .
    En fin, que tengo mucho que hacer en #Cuba asi que como dice un amigo “si me dejan salir pierden, si no me dejan salir tambien pierden” 🙂

  3. .
    A novela brasileira Vale Tudo da Rede Globo, apresentou a atriz Regina Duarte como a dona da empresa de alimentos Paladar e este nome ficou a vida dos cubanos, como o nome dado a restaurantes privados, os paladares.
    .
    Em Portugal as novelas brasileiras influenciaram a cultura local.
    Acredito que o mesmo deva ter acontecido em Cuba, mas não sei de maiores detalhes.
    .
    Não imaginava que a música brasileira fosse do gosto da Yoani.

  4. .
    Más de 8 mil cubanos entraron a EEUU por la frontera mexicana en 2012
    .
    .
    Por Wilfredo Cancio Isla
    .
    Más de 8 mil cubanos entraron a Estados Unidos por la frontera mexicana durante el recién concluido año fiscal, la vía ilegal más frecuentada tras el reforzamiento de los controles sobre los viajes marítimos desde la isla.
    .
    De acuerdo con estadísticas del Departamento de Aduanas y Protección de Fronteras (CBP), 9,191 cubanos ingresaron a territorio estadounidense desde puntos fronterizos, 8,273 de ellos a través de la frontera mexicana.
    .
    Aunque las estadísticas entregadas a CaféFuerte por CBP reflejan el comportamiento de la inmigración ilegal cubana sólo hasta el pasado 31 de agosto, la tendencia es irreversible faltando por recopilar las cifras de septiembre. El año fiscal 2012 concluyó este domingo.
    (Cotinua)
    .
    .
    http://cafefuerte.com/cuba/noticias-de-cuba/sociedad/2228-mas-de-8-mil-cubanos-entraron-a-eeuu-por-la-frontera-mexicana-en-el-2012

  5. .
    Médicos cubanos aceleran sus fugas ante una posible derrota de Chávez
    .
    .
    La posible derrota electoral del presidente venezolano, Hugo Chávez, está acelerando las fugas de médicos cubanos que temen ser devueltos a la Isla si el opositor Henrique Capriles consigue la presidencia.
    .
    Desde mayo pasado han huido de Venezuela unos 80 médicos cubanos por mes, informa el diario El Universal citando a antiguos miembros de la Misión Barrio Adentro, del Gobierno de Chávez.
    .
    “Conmigo fuimos 22 los médicos que solo en una semana del mes de mayo desertamos desde distintos puntos de Venezuela. De Maracaibo vino un grupo, otro de Valencia, uno de Miranda y otros del sur del país, pero de mayo a agosto han sido unos 80 por mes más o menos”, dijo Yumar Gómez, uno de los galenos que ahora se encuentra en Miami, Estados Unidos.
    .
    El diario venezolano dijo que hasta 2011 unos 700 médicos cubanos habían abandonado misiones en 66 países, 500 de ellos en Venezuela, según la organización Barrio Afuera, que les brinda apoyo.
    (Continua)
    .
    .
    http://www.diariodecuba.com/internacional/13264-medicos-cubanos-aceleran-sus-fugas-ante-una-posible-derrota-de-chavez

  6. .
    ¿Dónde están los revolucionarios cederistas?
    .
    .
    Artigo da Miriam Garcia Celaya sobre a ausência de comemorações a noite do dia 27 de setembro, dia de comemoração da fundação dos Comités de Defensa de la Revolución. (Fundados em 28 de setembro de 1960).
    .
    A organização se descreve como: “os olhos e os ouvidos da Revolução”, existe para promover o bem-estar e denunciar ações contra-revolucionárias.
    .
    Na verdade se trata de um grupo civil de repressão que age violentamente contra todos que considerem inimigos da revolução.
    .
    Advogados cubanos já denunciaram que esta organização atua sem que exista uma lei que a respalde.
    Vistas no passado como uma forma da população se organizar para defender a revolução, hoje esta organização se destaca pelo uso sistemático da violência contra dissidentes.
    .
    .
    .
    Tal como se ha hecho tendencia en los últimos años, las otrora nutridas y animadas “fiestas” cederistas de las noches del 27 de septiembre han pasado a engrosar la lista de efemérides revolucionarias en fase de extinción.
    ..
    Nada tan elocuente como esta capital de ahora, oscura y muda, en vísperas de la celebración revolucionaria más popular, la que hasta hace poco congratulaba la fundación de una organización concebida desde el poder para que los cubanos se delataran unos a otros, para consagrar el estado policial de vigilancia al servicio de una dictadura que, como toda autocracia, desprecia a sus seguidores.
    (Continua)
    .
    .
    http://www.desdecuba.com/sin_evasion/?p=2148

  7. MENSAGEM DE VALLEJO

    A parte mais interessante da carta do Sr. Ramiro é aquela em que ele diz “Não sei, Janer, não sei…”. Nela, um libelo disfarçado contra o capitalismo e a favor do “pensamento GENIAL de Marx”, o missivista sugere que se risque do caderno da história a aniquilação da teoria comunista pelos exemplos reais, insinuando que o mal do mundo atual é o desemprego, numa simplificação pueril do intricado modus vivendi mundial.

    Com isso, sofismando, insinua que, se o capitalismo causa desemprego, somente o comunismo de Marx, poderá trazer de volta tais empregos. O que se deve testar novamente, apagando-se da história seu insucesso, suas consequências aniquiladoras como o retrocesso econômico e o genocídio sem precedentes na história humana, bem como a criação de dirigentes e uma camarilha de agentes governamentais, incompetentes, amorais e insanos, tais como Stalin a quem Isaac Deutscher chamou de “vasto, sombrio, caprichoso e mórbido monstro humano.”

    As lições da história mostram que a socialização de um povo, em resumo, provoca duas grandes consequências:

    1 – A liberdade de uma pequena classe de dirigentes que, obtusa e de baixo perfil em todas as áreas, ascende aos mais altos postos de comando de um governo, produzindo toda sorte de desatinos com a única finalidade de obter poder total e com ele enriquecer desenfreadamente;
    2 – A escravidão de toda uma população, que entrando num decaimento generalizado, será obrigada a trabalhar e produzir para manter a casta de governantes. Em suma, o comunismo socializa a pobreza entre o povo e a riqueza entre os dirigentes e a corte de parasitas que os rodeiam.

    Realmente, para tal ideologia, a verdade histórica precisa ser apagada para que ressurja em seu lugar “a verdade” socialista reescrita de forma adequada. O progresso da raça humana deve ser esquecido, pois em todo o seu tempo ele foi feito fundamentado exclusivamente em dois aspectos cruciais: a propriedade privada, que, por sua vez baseia a liberdade individual; e a iniciativa, o empreendimento pessoal, onde são liberadas a inventividade e a genialidade de cada um.

    É a realidade indiscutível e insofismável. É só olhar em volta. Tudo o que temos de conforto na vida é proporcionado por duas invenções fabulosas: as bases da transmissão de corrente elétrica alternada e o motor elétrico à corrente alternada. Sem elas, ainda estaríamos na era das máquinas a vapor. Tudo o que se constrói na vida moderna, tem como acionador o motor elétrico a CA. E quem inventou isso: Tesla, um gênio sérvio-croata, radicado nos EUA e trabalhando para um capitalista chamado Westinghouse. Não se pode encobrir a história com ideologismo. Não se pode fugir da realidade.

    Não se pode fugir da realidade que a vida confortável que beneficia todo o planeta é fruto da inventividade, do estudo, da liberdade de um bloco de poucos países: alguns da Europa e dos Estados Unidos. Qual é a contribuição de todo o continente africano para o conforto, saúde, e progresso mundiais? E da América latina? E da Ásia? Alguns criadores e uma imensa maioria de apertadores de botão. Todos são USUÁRIOS dos inventos surgidos no capitalismo que incentiva e premia a liberdade, a iniciativa pessoal, o esforço e o estudo, enquanto combate principalmente o culto à personalidade e o endeusamento de nulidades.

    Infelizmente, o governo mundial resolveu fortalecer a cruenta escravatura chamada China, para desestabilizar o planeta e está conseguindo. China e a ditadura comunista da ONU com sua Agenda21, vão fazer Stalin parecer pinto, a nível global.

    Não desanime, Sr. Ramiro. O senhor vai chegar lá. Somente reze para continuar na classe dirigente.

    Luís V. Vallejo

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s