Os arrogantes

plaza

Corredores abarrotados, persianas que deixam passar o calor permitindo apenas correr uma brisa por elas. São dez da manhã em qualquer escritório, em qualquer lugar de atendimento ao público nesta Ilha longa e estreita no formato de lista de espera. Um funcionário chama por seus nomes e sobrenomes aos que aguardam, revisa os papéis, faze-os passar para um cubículo pequeno de paredes de papelão grosso. Por volta de meio dia uma senhora com roupa e sapatos impecáveis atravessa o salão e o próprio diretor a prioriza na frente de todos e até atende o seu processo. Ao passar alguém cochicha sobre ela: “essa é a filha do general Fulano de Tal… Por isso não tem que esperar”.

Novo Vedado, os feios edifícios de concreto se alternam com casarões de grande jardim e altas grades. De quem é essa? Pergunta o menino curioso que, pela primeira vez, passa por aquela rua. As risadinhas dos pais e as sobrancelhas levantadas, para finalmente lhe dizerem: essa foi dada à mãe de um comandante que desceu da Sierra, porém agora seus netos é que moram. E justamente ao passar pela outra esquina um ancião conversa com seu vizinho na cerca. Ao se aproximar o garotinho inquisidor consegue ouvir: “vou procurar meu sobrinho capitão de polícia para que lhe dê um susto, para ver se não volta a botar música tão alta”. Quando a família curiosa vai cruzar para a Rua Tulipán um automóvel não lhes dá passagem numa esquina. Ao volante outro arrogante de “sangue azul” que sabe que nunca irão multá-lo por furar um sinal de “pare”.

A linhagem, a árvore genealógica, o compartilhar genes com outro na Cuba de hoje é um importante salvo conduto para quase tudo. O nepotismo não se manifesta apenas na organização do trabalho ou na obtenção de certos cargos políticos. Ser “família de…” agiliza os trâmites, limpa fichas criminais, coloca no topo da lista para se obter uma casa ou um automóvel, consegue admissões imediatas nos melhores hospitais, matricula em certas escolas ambicionadas e até uma incineração rápida para algum parente falecido. A parentela pode ser a carta de triunfo ou de fracasso, o elemento pelo qual em muitos colégios toleram um estudante que jamais seria suportado em outro. Porque “quem iria querer incomodar o pai poderoso? Para que se complicar dizendo “não” para a caprichosa irmã do general? Quem se atreve a demorar a servir o neto de um alto dirigente? Todos sabem que a cólera quando vem do Olimpo vem em forma de raio, do trono que pode tirar empregos, colocar em problemas e arruinar carreiras promissórias.

Tradução e administração do blog em língua portuguesa por Humberto Sisley de Souza Neto

Anúncios

8 thoughts on “Os arrogantes

  1. .
    Queda de 73% em mortalidade infantil no Brasil é destaque de relatório da Unicef
    .
    Atualizado em 13 de setembro, 2012 – 12:40 (Brasília) 15:40 GMT
    .
    Uma queda de 73% na taxa de mortalidade infantil do Brasil em apenas duas décadas foi um dos destaques de um relatório da Unicef divulgado . Segundo o estudo, a taxa brasileira caiu de 58 para 16 por mil nascidos vivos entre 1990 e 2011. Em 2000, o índice era de 36 por mil nascidos vivos – o que faz com que a queda tenha sido de 56% desde então.
    .
    Ainda com essa redução drástica, 40 mil crianças morreram antes de completar cinco anos no Brasil no ano passado (contra 205 mil em 1990).
    .
    “No Brasil, programas comunitários e estratégias de saúde para a família foram implementados desde a década de 1990 para oferecer cuidados de saúde primários (à população)”, explica o relatório. “Isso ajudou a expandir o acesso aos serviços de saúde, reduzir as desigualdades na cobertura e cortar as taxas de mortalidade infantil.
    (Continua)
    .
    .
    http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2012/09/120913_mortalidade_infantil_ru.shtml
    .
    .
    Para quem no passado defendia que houvesse uma sangrenta revolução esquerdista no Brasil, esta notícia não seria muito surpreendente, uma vez que o pais apresenta um constante crescimento econômico e cultural.
    .
    Enquanto isso em Cuba, os serviços públicos continuam a se deteriorar e o país vive agora uma lenta agonia a espera que Hugo Chavez venha a ganhar a eleição na Venezuela e continue a enviar ajuda a Cuba, um país absurdamente ineficiente e improdutivo.

  2. .
    Do twitter da Yoani.
    .
    Me han citado para esta tarde a oficina de Inmigracion y Extranjeria para darme respuesta a mi permiso de salida
    .
    Cuba Me vuelven a negar el permiso para viajar. La Isla-prision se mantiene intacta para mi, el grillete es fisico y burocratico
    .

    .
    .
    Um fato bastante desagradável, mas ela fez algo que ninguém antes tinha conseguido fazer é derrotar um rebelde, revolucionário e ditador Fidel Castro através de poucas palavras e nenhuma ameaça.

  3. .
    Do twitter da Yoani.
    .
    Delegada que clama por la reapertura de una escuela denuncia que la “quieren sacar del medio” http://t.co/KoCqn00e
    .
    .
    “A mi hijo, que es militar (…) le dijeron que fuera a persuadirme para que negara todo lo que había hablado y no recibiera más llamadas de la prensa, ni de nadie, o él no podría visitar mi casa”, dijo Ávila León en declaraciones telefónicas a DIARIO DE CUBA.
    .
    .
    Como de costume, a “revolucionária” deve negar tudo o que disse.
    Já descobriram um problema com ela. Sobre a compra de uma velha televisão.
    O rebelde Fidel Castro não gosta que nenhum delegado do Poder Popular reclame.
    .
    .
    El corresponsal de DIARIO DE CUBA Alberto Méndez Castelló intentó el miércoles viajar a Limones para entrevistar a Sirley Ávila León, pero fue detenido y enviado a la Unidad de Instrucción Policial de Las Tunas. El régimen lo acusa de supuesto “desorden público”.
    .
    .
    Mais um descontente que vai se ferrar para o resto de sua vida.

  4. .
    Las reformas de Raúl Castro se estancan (The Economist)
    .
    Cuando Raúl Castro, presidente de Cuba, dio su último gran discurso en una reunión de la Asamblea Nacional en julio, repitió su respuesta habitual a los que le instan a avanzar más rápido con las reformas para superar el estancamiento de la economía estatal de su país. Cambio, dijo, sería el progreso “sin prisa, pero sin pausa”. Pero muchos en la isla se preguntan si las reformas —oficialmente llamadas “actualización del modelo”—, han hecho una pausa.
    .
    Los cambios que Raúl ha propiciado desde que en 2006 tomó el relevo de su hermano enfermo, Fidel Castro, son significativos. Numerosas restricciones a la empresa privada, algunas de los cuales habían estado en vigor desde 1960, se han levantado. Los cubanos ahora pueden comprar y vender casas y autos, y emplear personas. Más de 200.000 de ellos se han convertido en trabajadores por cuenta propia desde octubre de 2010. Los agricultores pueden arrendar tierras ociosas al Estado. Los comedores privados o paladares son ahora libres para servir lo que quieran a todos los comensales que lo deseen, lo que lleva a cientos de aperturas de nuevos restaurantes. Los residentes más ricos de La Habana están volviendo a descubrir un placer olvidado desde hacía mucho tiempo: probar un nuevo lugar para comer.
    (Continua)
    .
    http://www.penultimosdias.com/2012/09/14/las-reformas-de-raul-castro-se-estancan-the-economist
    .
    .
    Resumindo o conteúdo do artigo, foi iniciado um processo de abertura econômica, mas passado algum tempo, ela parou e em certos casos, a abertura foi descontinuada.
    .
    Com uma economia em crise a cerca de duas décadas, muito cubanos tem de alguma forma viajado ao Equador e de lá, entram nos Estados Unidos pela fronteira mexicana, onde obtém vistos provisórios para morar e trabalhar nos EUA.
    .
    Parece existir um acordo de emigração de cubanos para o Equador, governo simpático a ditadura dos irmãos Castro.
    .
    Atualmente a maioria dos cubanos não mais chegam aos EUA pelo mar e frágeis embarcações, mas sim via terrestre através do México.

  5. .
    Um artigo de Carlos Alberto Montaner sobre as FARC.
    .
    Colombia: ¿estalla la paz?
    .
    Según los primeros sondeos, la popularidad del presidente Juan Manuel Santos ha subido tras el anuncio del inicio de las conversaciones de paz con las narcoguerrillas de las FARC.

    Es natural que así sea. Los colombianos, después de cuarenta y siete años de horrores, desean el fin del conflicto y confían en el talento y la notable astucia de Santos para ganar la partida, pero desconfían de las intenciones de Timochenko. (Claro, cuando Andrés Pastrana, hace unos años, dio inicio a un proceso parecido, ocurrió lo mismo: tuvo sus cinco minutos de gloria).
    .
    ¿Fracasará esta iniciativa como sucedió durante el periodo de Pastrana? Puede ser, pero hay diferencias y similitudes. La mayor diferencia es que no habrá una zona de despeje ni se frenarán las operaciones militares. Las narcoguerrillas, mientras negocian, continuarán asesinando, secuestrando y traficando con drogas, y las Fuerzas Armadas no cejarán en combatir a sangre y fuego a su viejo enemigo.
    (Continua)
    .
    .
    http://www.elblogdemontaner.com/colombia-estalla-la-paz/
    .
    .
    Ainda bem que nas negociações não haverá um cessar-fogo, como ocorreu durante o governo do presidente André Pastrana, quando os militares colombianos recuaram e a FARC executou diversas ações espetaculares.
    .
    Em uma destas ações, os guerrilheiros da FARC sequestraram os noivos e convidados do casamento.
    Na época tal trégua pareceu ser uma solução para o fim das guerrilhas, mas acabou fortalecendo a FARC e até de uma ceta maneira a reconhecendo que seria dona nas áreas que dominava e não o estado colombiano.

  6. .
    Brasil testa papel de potência global em Angola
    .
    .
    Achei interessante este artigo que mostra a influência brasileira em Angola.
    Desta forma substituímos a influência cubana pela nossa, bem mais voltada ao desenvolvimento e pouco interessada em expandir a miséria socialista pela África.
    Recordando que foi o ex-presidente Ernesto Geisel que reconheceu a então independente Angola como país, sendo o primeiro país a fazer isso.
    .
    .
    Enquanto aguarda na fila de carros à entrada do único shopping de Luanda, capital de Angola, um motorista angolano abre as janelas de seu jipe. Os alto-falantes ecoam “Eu quero tchu, eu quero tchá”, música da dupla sertaneja brasileira João Lucas e Marcelo.
    .
    Em instantes, após estacionar o veículo, ele entrará num edifício erguido por uma empreiteira brasileira (Odebrecht), cruzará com trabalhadores brasileiros, fará compras em lojas brasileiras (Ellus, Nobel) e, possivelmente, comerá numa rede de fast-food brasileira (Bob’s).

    (Continua)
    .
    http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2012/09/120917_angola_especial_abre_jf.shtml

  7. “YO NUNCA SIMPATISEI CON LO COMUNISMO, DESDE LO TIEMPO DE BRECHINYEV,SIEMPRE DESCONFIEI QUE LA COMUNA NO SERIA TAN COMUNA.Vejo que no mi enganeo. Esto con lo pueblo(jovens) cubano, abajo, eses parasitas, decieran la sierra madre, tomarn lo país por las armas e lo conservan por las armas.”

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s