Mudança de mentalidade

img_4122

Chegaram com seus caminhões, a moto niveladora e até uma moderna máquina para reciclar o asfalto. Trabalharam toda a manhã ante os assombrados olhos dos vizinhos que por mais de vinte anos tinham visto sua rua se deteriorar sem um conserto essencial. Também houve uma colherada de esperança para os mais céticos quando o pavimento ficou liso como cristal e apareceu então outra equipe. Isto sim era inaudito. Ao invés de deixarem – como até agora – as tampas do encanamento embaixo do asfalto, o novo grupo de trabalhadores desmontou-as e as colocou rente ao chão. Ninguém podia acreditar no que estava ocorrendo. É “a nova mentalidade” alguns diziam, ufanando-se das mudanças no modo de fazer que já se notava, palpava-se e pisava-se.

Para advertir aos motoristas sobre o cimento fresco ao redor dos bueiros, deixaram um montinho de restos em volta destes. “Já o virão tirar” advertiam os otimistas. Porém ali ficou. A passagem dos pneus foi atirando pedras por toda a rua, colando-as ao asfalto que, contudo, estava liso. Os restos da construção foram entrando nas grades dos bueiros e acumulando-se nas sarjetas. Duas semanas depois continuam ali, espalhando sua presença poeirenta e criando montes aqui, fendas ali e estragando o acabamento. “Mas que mentalidade!” corrigem os iludidos e imediatamente acrescentam: “Ao invés de mudar o que foi feito foi disfarçar, porém é a mesma mentalidade de sempre”

Traduzido por Humberto Sisley de Souza Neto

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s