A lagoa da Bohemia

Imagen tomada de: www.latinamericanstudies.org

Começava a lê-la pela última página, onde aparecia o humor gráfico e uma ou outra caricatura de gente famosa. Depois chegava às palavras cruzadas e quando chegava às reportagens começava a temer que a leitura terminasse rápido. Deveria esperar outros sete dias para que um vendedor anunciasse seu nome de conotações longínquas e sacudisse próximo de nossa janela aquelas folhas com cheiro de tinta. Meus avôs freavam o meu entusiasmo dizendo que aquele semanário não era nem o espectro do que uma vez eles compraram nas bancas.

Bohemia, a mais antiga revista de Cuba e da América Latina, nasceu em 1908 e agora morreu em vida para nós. Mesmo que continue perfazendo anos de atividade, o certo é que faz mais de uma década que deixou de ser referência. Aquela Bohemia da Liberdade onde foram mostrados os corpos massacrados pela ditadura anterior derivou numa publicação aborrecida, triunfalista e prescindível. Foi se apequenando e perdendo páginas. Seus artigos repetiram a mesma cantilena edulcorada do resto da imprensa oficial. Até sua página inicial passou a se confundir com a de “Mar e pesca” ou com a timorata “Somos jovens”. Toda sua personalidade escorreu pelo cano da censura. Foi reeducada por um sistema que não gosta das revistas incômodas nem dos jornalistas incisivos.

Todo dia caminho próxima ao edifício onde fica a Bohemia. Tem o mais formoso busto de José Marti que já vi em Havana. Faço um esforço para explicar ao meu filho que ali dormita uma das mais importantes revistas que uma vez foi desfrutada neste país e em toda a região. Para os de sua idade, aquela zona próxima ao Conselho de Estado simplesmente é um lugar que acumula água quando chove, um charco natural que impede os automóveis de passar após um aguaceiro. Chamam-na de a lagoa da Bohemia, apesar de eu lhes explicar que antes de ser conhecido por suas inundações, nesse lugar a imprensa pulsava, preparavam páginas que, depois, olhos como os meus desfrutariam.

Traduzido por Humberto Sisley de Souza Neto

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s