Fama e aplausos

media51

Durante mais de uma década a esquina de Infanta e Manglar exibiu a mancha inacabada de um edifício de vinte andares. Seu término ficou suspenso com a chegada do Período Especial e o fim do conceito de construção chamado “microbrigada”. Os que iniciaram a edificação com a ilusão de conseguir um apartamento no alto imóvel exasperarem-se de impotência quando lhes anunciaram que não poderiam continuar com a sua construção. Haviam entregue anos de suas vidas levantando paredes e subitamente a casa ansiada lhes escapava com a mesma celeridade com que os técnicos soviéticos subiam nos aviões de volta à sua pátria.

Com seus vinte andares incompletos e ainda rodeada de restos de materiais de construção, a edificação passou a ser uma dessas novas ruínas que difamam nossa cidade. Os enormes problemas habitacionais fizeram com que muitos planejassem ocupá-la ilegalmente, com o fim de não continuarem no albergue para vítimas de algum ciclone remoto. Com certeza o lugar estava bem guardado pois em algum escritório já se planejava reabrir a obra e entregar seus apartamentos. Os vizinhos viram retornarem as gruas, os caminhões com cimento e uns construtores que não residiriam alí depois da inauguração. No lugar dos primeiros microbrigadistas, os proprietários seriam selecionados pelos seus méritos políticos, artísticos ou jornalísticos. Todos entendemos do que se tratava: o edifício de Infanta e Manglar seria entregue aos mais fiéis.

Em meio a campanha para trazer Elián González de volta a Cuba, destacaram-se algumas vozes que imediatamente viram seu entusiasmo compensado com a chave de uma nova moradia. A picardia popular batizou o finalmento terminado edifício do Cerro, como Fama e Aplausos – em alusão a um programa de televisão – pois começou a se encher de cantores, diretores de cinema, caricaturistas, ministros, repórteres e atores. Participar da Batalha de Ideias* já tinha um resultado concreto, poder desfrutar de um janelão com vista para o paupérrimo bairro de San Martin. Para muitos, finalmente obter uma moradia própria, fê-los comprometerem-se ainda mais com o discurso oficial e sua projeção pública aumentou uns graus na incondicionalidade. Em baixo, o estacionamento iluminado rápidamente se encheu de automóveis modernos que vinham completar a já substanciosa prebenda.

Os olhos que observam das humildes moradias circunvizinhas continuam surpresos com que o edifício em ruínas do passado seja esta marca, recém pintada, com vidros foto-sensíveis e com rostos famosos em cada janela.

*A chamada Batalha de Ideias foi uma volta no parafuso da propaganda ideológica que teve seu início com o caso Elián González e que feneceu – sem que a imprensa oficial o noticiasse – já faz um par de anos. Consumiu enormes recursos econômicos na mobilização dos participantes nas Tribunas Abertas, confecção de pulôveres com palavras de ordem e organização de marchas de reafirmação revolucionária.

Traduzido por Humberto Sisley de Souza Neto

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s