Camaleões experientes

cotorra

Até meados da década de oitenta era possível encontrá-los em todo o território nacional. Durante um quarto de século sua presença se impôs, eram agressivos e exibicionistas. Pareciam absolutamente convencidos. Otimistas impermeáveis a qualquer desânimo, tinham sempre a mão o argumento preciso para combater o derrotismo, quando do comentário tendencioso do “inimigo”. Os caracterizava um sorriso arrogante como prelúdio as suas respostas, um ar didático cheio de superioridade e um olhar entre depreciativo e piedoso quando difundiam sua claridade entre os confusos. As vezes mostravam-se surpresos, assombrados de que existissem pessoas que não compreendiam que o futuro luminoso estava a ponto de chegar e impor-se.

Agora alguns deles – como camaleões experientes – metamorfosearam-se e estudam as regras de marketing para aplicá-las nas empresas mistas com capital estrangeiro onde ocupam cargos de gerência. Tem o olfato apurado para farejar as mudanças inevitáveis que virão. Quando ficam a sós com alguém excluído e crítico – como eu – nos batem no ombro enquanto nos dizem ao ouvido “estou contigo”. Dessa e de outras maneiras, os oportunistas acreditam que reservam um lugar no amanhã, onde planejam usar a máscara que faça falta para continuarem se beneficiando.

A transmutação desta espécie, que devastava os que tinham um pensamento diferente, contribuiu para uma leve melhora no clima espiritual da nação. Ante o paulatino desaparecimento dos inquisidores, os hereges vão ganhando confiança, o que não significa que se apagaram as fogueiras. As instituições repressivas continuam intactas, a diferença é que agora estão sem argumentos e só podem esgrimir o desejo de se manterem no poder, já não como uma classe social que luta para reivindicar seus direitos, senão como uma casta, um clã familiar que defende seus interêsses.

Traduzido por Humberto Sisley de Souza Neto

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s