Frango por peixe

la_sardina1

No sábado pela manhã soube que havia chegado frango ao mercado racionado e fui ao açougue, onde habitualmente são vendidos os ovos e o picadinho de soja. Contudo não havia alí nenhum cliente. O empregado, com o mutismo da moda entre os que atendem o público, apontou com o dedo uma centena de pessoas que fazia fila na frente da peixaria.

Já faz tempo que há escassez de produtos do mar e as fontes naturais para se obter fósforo estão mais perdidas que a arca nos filmes de Indiana Jones. Daí que na tabuleta onde deveriam marcar a quota de cavala ou merluza, agora anotam uma porção mínima de coxa e contra-coxa de frango. Passei um par de horas na espera e finalmente entrei neste lugar onde já não tem nada do odor das costas da África, que era onde a frota pesqueira cubana capturava os peixes, lá…nos idealizados tempos do socialismo real.

A vendedora estava parada sobre um tapete de cartões, onde se podia ler – com toda clareza – a procedência da mercadoria: “Made in USA”. Um ancião de língua maliciosa não deixou escapar o detalhe e comentou: “Esses frangos americanos estão mesmo bem alimentados”. A senhora pegou nossa caderneta de racionamento onde se diz que somos tres pessoas, jogou sobre a balança 33 onças – não incluía peito – e me disse que o preço era um peso e cinquenta centavos. Quando vem o pescado? – indaguei – porém ela não me respondeu com palavras, e sim apontando com seu indicador para o céu.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s