Trabalhadores sociais: a efemeridade de um contingente

batalla_ideas

Um dia apareceram em meu bairro com seus pulôveres vermelhos para inventariar os velhos refrigeradores norte-americanos e os condicionadores de ar soviéticos. Vinham investidos de plenos poderes e uma madrugada atacaram também nos postos de gasolina, numa operação para acabar com a venda ilegal de combustível. Eram jovens que não haviam podido entrar numa universidade e um plano – gestado nas mais altas instâncias – converteu-os numa tropa disposta à qualquer tarefa, sob a promessa de um lugar no ensino superior. Atribuiram-lhes uma muda de roupa e começaram a mover-se por todo o país nos recém comprados ônibus chineses, brilhantes e imponentes. Sua autoridade para chegar em qualquer centro de trabalho e pedir contas, fazer uma auditoria e até substituir os empregados, valeu-lhes o alarmante apelido de “os meninos do Comandante”.

Alguns deles desistiram do compromisso de dez anos que haviam firmado e para eles a saída foi dificil e a mancha em seu currículo indubitável. Igualmente trocavam lâmpadas nas ruas de Caracas para as vendedoras de uma loja em pesos conversíveis. Eram os novos olhos do poder entre nós e com certeza pertenciam a geração mais afetada pelo Período Especial, pela dualidade monetária e pela corrosão do mito. De modo que se tornou usual vê-los alternar o atrevimento com obediência e as palavras de ordem com palavras de aborrecimento. Seu esplendor foi tão breve como a combinação de calças que lhes atribuiram ao começarem seu trabalho.

Hoje, apenas são mencionados. Ainda que não tenha sido anunciado que os trabalhadores sociais foram desmobilizados, parece que ao menos ficaram sem material de trabalho. Já não existem panelas elétricas para repartir, pesquisas sobre a opinião pública para fazer e parece que a enorme infraestrutura material de albergues, lanches e ônibus que apoia seu trabalho, não pode continuar garantida. Poucas vezes encontro com algum na rua, porém os que vejo não carregam aquele ar de arrogância nem exibem suas poses anteriores de pertencer a um grupo de elite.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s