Filhos da crise

Quando eu era pequena, minha mãe me obrigava a comer toda a comida. A frase para esvaziar o prato era: “não deixes nem uma colherada porque há outros meninos no mundo que não tem nada para levar à boca”. Passaram-se apenas uns anos e a profunda crise gerada pela queda do socialismo na Europa mudou totalmente o panorama da minha mesa. Mais do que evocar os que não tinham, punhamo-nos a divagar sobre os manjares que outros estariam devorando. Eram tempos em que falávamos constantemente de sabores perdidos e produtos desaparecidos do mercado. Meus pais não voltaram a exigir de mim maior apetite, senão que passaram a brigar por engulir – demasiadamente rápido – o pão recebido no racionamento.

A crise entrou em nossas vidas para não ir-se. Depois de mais de vinte anos convivendo com uma economia colapsada, nossa pele já apenas reage aos ferrões das dificuldades. O mundo se espanta ante os indicadores que evidenciam a catástrofe econômica, porém minha geração – crescida nos rigores da carestia – não concebe levantar uma manhã sem a angustiosa pergunta : que vou comer hoje?

A debacle financeira que açoita o mundo faz que alguns analistas vaticinem o fim de um sistema. Nós somos sobreviventes da grande agonia de outro, de maneira que os estertores não nos assustam. A experiência que temos nisso de viver com o mínimo, seguramente será de grande utilidade se o problema continúa. Talvez tenhamos que retomar as incríveis receitas dos piores momentos do “período especial”, como a bisteca feita com casca de toranja ou o picadinho de casca de banana. Poremos esses abortos no prato sem pressionar nossos filhos para que melhorem seu apetite, temerosos de que possam engulir a ração de toda a familia.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s