Superhits

Nos finais de agosto escrevi um post intitulado “O que vejo ao redor” que, ilustrado com fotos de vários murais, evidenciava os posters que me rodeiam. Esses cartazes, a propaganda televisada e os murais políticos dos centros de trabalho, formam parte do inventário visual do obrigatório. Selecionamos imagens bem diferentes quando nossos interesses e gostos nos guiam. Uma exploração dos documentos e filmes que circulam nestes momentos, através das redes alternativas de distribuição, evidencia a distancia entre o que nos mostram os meios oficiais e o que realmente queremos ver.

Editei uma pequena lista de “superhits underground”, do que se move hoje graças as memórias flash e os CDs. Entre as temáticas mais atraentes está o sucedido nos países da Europa do Leste durante o colapso do socialismo. Não obstante, o denominador comum destas imagens e histórias – que hoje desfrutamos de maneira semi-clandestina – é que não foram mostradas ou sómente foram transmitidas de maneira muito escassa nos noticiários cubanos. Daí que nos guia o desejo de ver o que não quizeram nos dizer; de saber a outra parte que a  versão oficial nos escamoteou.

Os deixo com a lista:

Amarás o líder sobre todas as coisas.

A batalha de Chernobil.

A queda do muro de Berlim e o fim dos czares russos.

Socialismo, o paraíso terreno.

A verdade sobre o afundamento do submarino Kursk.

A queda de um ditador: Slobodan Milosevic.

A matança de Katyn.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s