O amigo pródigo

seguridad

Regressa falando em meia voz, esse amigo que faz mais de um ano que não quer se aproximar, bate na porta com cautela. Não fala do longo tempo que passou sem vir, nem dos motivos, porém a maneira como nos olha diz tudo. O medo, esse elemento que põe a prova os afetos e joga ácido corrosivo sobre as declarações de fidelidade, o manteve longe. Agora voltou só por uns minutos. Enquanto fica na nossa sala fala num sussurro e aponta os microfones diminutos e ocultos que ele imagina em cada esquina. Convidamo-lo a partilhar um par de ovos fritos, um pedaço de manga e algum arroz, nem uma palavra de reprovação. Agimos como se o houvéramos visto ontem ou nos houvesse chamado nesta manhã, como se nunca houvesse se distanciado.

Contudo, algo se rompeu irremediavelmente. Daí que só comentamos sobre a família, sobre as netas de Reinaldo que crescem a cada dia e do novo interesse do Téo em tocar violão. Nem uma só frase desse lado doloroso e gratificante de nossas vidas que surge de expressar-nos livremente num país cheio de máscaras. Quando parece que os temas se esgotam, esticamos a conversação mencionando a chuva ou as histórias de violência que a cada dia tornam-se mais comuns nesta cidade. Para encher o vazio que a distância criou contamos que o óleo de cozinha está desaparecido e coube ao detergente, nesta semana, brincar de esconde-esconde nas lojas. Evitamos, a propósito, os projetos futuros, as apreensões cotidianas, o cerco policial e a dor que nos causa os que se afastam.

Após um momento o amigo se vai e nós ficamos convencidos de que não regressará em um ano ou dois. Quem sabe, talvez este, antes do que acreditamos, batendo em nossos ombros e dizendo-nos que quando todos se retiraram espantados ele não se deixou contagiar pelo temor e de sua casa, de seu afastamento seguro, nos acompanhou em cada passo.

Traduzido por Humberto Sisley de Souza Neto

About these ads

Deixar uma resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s