O estigma da prosperidade

hoguera_de_vanidades

Para os cubanos da minha geração a ideia de almejar o êxito implicava no padecimento de um terrivel desvio ideológico, não somente se pretendia sobressair no âmbito pessoal como também no profissional ou econômico. Nos educaram para sermos humildes e nos impuseram a norma de que ao receber algum reconhecimento público, era obrigatório sublinhar que sem a ajuda dos companheiros circundantes haveria sido impossivel obter resultado semelhante. O mesmo ocorria com a simples posse de um objeto, o desfrute de uma comodidade ou a “malsã” ambição de prosperar.

A pretensão de ser competitivo era castigada com etiquetas muito difíceis de serem retiradas do nosso prontuário, como as acusações de autosuficiente ou imodesto. O êxito tinha que ser – ou parecer – comum, fruto do esforço de todos sob a sábia direção do Partido. Assim aprendemos que a autoestima tinha que ser dissimulada e que tinha que se por rédeas no entusiasmo empreendedor. Os medíocres tiveram lucros nesta sociedade que acabou por cortar as asas dos indivíduos mais atrevidos, enquanto potencializava o conformismo. Eram tempos de ocultar os bens materiais, demonstrar que éramos todos filhos de proletários abnegados e afirmar que odiávamos os burgueses profundamente.

Aguns fingiram que abraçavam o igualitarismo, porém na realidade acumulavam privilégios e amealhavam fortunas, enquanto repetiam, nos discursos, os chamados à austeridade. Eram os que continuavam dizendo nas autobiografias que vinham de uma família pobre e que sua aspiração principal era servir a pátria. Com o tempo seus colegas de trabalho descobriam que por trás da imagem de ascetismo se escondia um desviador de recursos do Estado, ou um acumulador compulsivo de bens materiais. A máscara da frugalidade, ainda hoje, continua em seus rostos, mesmo que seus abdômens volumosos digam o contrário.

Traduzido por Humberto Sisley de Souza Neto

About these ads

Deixar uma resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s