Quando a terra treme

haiti-7

Imagem tirada de: http://mashable.com/

Uma ilha que viu sucederem-se um acúmulo de tragédias, invasões e ditadores, exibe hoje os fragmentos do desastre, os vestígios de um tremor que por ser natural não é menos abominável. Nesse Haití que nos foi mostrado por Carpentier em “O reino deste mundo” e do qual os noticiários nos fazem compadecer, a desdita tornou-se crônica e o pranto constituiu-se em linguagem habitual. Mais do que um sismo, a pátria de Jacques Roumain foi estremecida pela desgraça, que vem cair sobre a instabilidade social, a debacle econômica e o desespero. Para qualquer nação algo assim seria uma calamidade, para o Haití é o apocalipse.

Nõa é o momento de fazer política com a dor, nem de pegar o microfone prometendo ajudas, senão de socorrer incondicionalmente, sem pretensões de reconhecimento ou gratidão. Assusta-me especialmente que daqui a tres meses o sofrimento já não seja manchete em nenhum jornal e para as pessoas o drama haitiano tenha deixado de parecer urgente. Temo que nos acostumaremos a desdita e a nossa pele fique curtida ante o drama, que fiquemos concentrados em nossos problemas sem darmos conta que outros gritam alí do lado.

O sismógrafo pode indicar que não haverão novas sacudidas, porém o contador de vida está no vermelho. É hora de auxiliar e há que se fazê-lo imediatamente.

*Neste momento, vários blogueiros junto a outras pessoas da sociedade civil cubana estamos buscando um caminho para fazer nosso pequeno aporte aos vitimados. Propusemos recolher roupa, medicamentos e material de higiene pessoal e levá-los para a representação da Caritas em Havana.

Traduzido por Humberto Sisley de Souza Neto

About these ads

Deixar uma resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s