Funerais

De uns tempos para cá se respira um aroma funéreo. No noticiário da televisão já se tornaram um hábito, quase mensal, as imagens de cerimônias fúnebres: toque de corneta chamando o silêncio, salvas de vinte e um tiros, o passo marcial dos soldados, lágrimas e palavras de despedida. Inauguram-se novos mausoléus e se restauram os já existentes. A isto soma-se a mania febril de comemorar aniversários de qualquer feito e enaltecer efemérides de celebração obrigatória. A preocupação senil pela conservação da memória desalojou a criativa inquietude juvenil.

A população cubana envelheceu, em parte devido a baixa natalidade, a constante emigração dos mais jovens e a elevação da espectativa de vida. Porém os cabelos brancos se acentuam entre os que pegam nos timões do país. Talvez por isso – cada dia – aumentem os analistas que se inclinam a usar a palavra gerontocracia para caracterizar nossa forma de governo. A definição poderia parecer inexata se se toma em consideração a média de idade dos deputados da Assembléia Nacional, porém, ao contrário, observa-se que fazem mais de doze anos que não se renova o Comitê Central do Partido Comunista. Há um bom número de ministros que contudo não ultrapassam os sessenta anos, ainda que a maior fatia do poder esteja concentrada em mãos de septuagenários e octogenários.

No lugar de acelerar a marcha à frente, estes veteranos contentam-se em olhar a conspiração ocorrida e exigir agradecimento pelo conseguido. Enquanto se preparam para o que será, sem dúvidas, o funeral mais espetacular da história de Cuba, o que alguns chamam de “solução biológica”, a saga funesta que inunda a programação da televisão tem lampejos de ensaio geral. O som dos canhões cerimoniais não permite que se escutem as batidas com que a nova geração está chamando na porta, pela qual entrará como uma tormenta destruindo tudo. Arrasando – a propósito – com este odor de flores secas que sentimos por todos os lados.

Traduzido por Humberto Sisley de Souza Neto

About these ads

Deixar uma resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s