Seres da sombra

no_me_golpee

                                                                                    Depois do acontecido na sexta-feira passada, decidi trazer à luz uma série de fotos das pessoas que me vigiam e perseguem.

Minha relação com o cinema sempre foi nas poltronas, na penumbra de uma sala onde se escutava o som de um velho projetor. Manteve-se assim até que comecei a viver meu próprio filme, uma espécie de thriller de perseguidores e perseguidos, onde cabe a mim escapar e me esconder. O motivo de tão repentina mudança de espectadora para protagonista tem sido este blog, situado nesse espaço amplo – tão pouco abordado pelo celulóide – que é a Internet. Despertei, fazem dois anos, com vontade de escrever o verdadeiro roteiro dos meus dias e não a comédia rosa que os jornais oficiais mostravam. Passei então de assistir aos filmes à vivenciá-los.

Tenho minhas dúvidas se algum dia verei baixar a cortina e se poderei sair viva do cinema. O grande filme que vivemos desde há várias décadas em Cuba não parece próximo do momento de mostrar os créditos e apagar a tela. Com certeza os espectadores não estão já tão interessados na fita interminável que lhes mostram os projecionistas autorizados. Mais parecem cativados pela visão dos que pegam um blog ou uma página em branco e gravam neles perguntas, frustrações ou alegrias dos cidadãos.

Acreditando-me Kubrick ou Tarantino, comecei a fazer testemunhos dessas criaturas que nos vigiam e perseguem. Seres das sombras que, como vampiros, alimentam-se de nossa humana alegria, nos inoculam o temor através da pancada, da ameaça e da chantagem. Indivíduos treinados na coação, que não puderam prever sua conversão em caçadores caçados, em rostos capturados pela câmera, pelo celular ou pela retina curiosa de um cidadão. Acostumados a juntar provas para esse processo que todos temos em alguma gaveta, em algum escritório, agora surpreendem-se que nós façamos o inventário dos seus gestos, dos seus olhos, a meticulosa relação dos seus atropelos.

Traduzido por Humberto Sisley de Souza Neto

acosadores_acosados1
apostados_abajo
cara_tapada2
cazador_cazado1
cazadores_cazados
vigilantes

About these ads

Deixar uma resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s