Uma oração pelo cabo

Uma data imprecisa de conclusão e a interrogação de se trará informação para todos, circundam o cabo submarino que ligará Cuba e Venezuela. Para todos nós que nos queixamos da pouca conectividade que encontramos na Ilha, já existe um argumento para fazer-nos calar. “Há que se esperar que esteja pronto o cabo”. Com tanta expectativa, vou enumerando o que deveria trazer-nos esse projetado cordão umbilical.

  • Acesso à Internet para todos e não baseado em privilégios, com a possibilidade de qualquer pessoa contratar conexões domésticas.
  • Nas escolas primárias, de ensino médio e universitário, banda larga para os estudantes e tempos de acesso a rede menos limitados que os atuais.
  • A diminuição de custos em cyber-café e nos computadores com conexão  dos hotéis, que hoje custam um terço de um salário mensal.
  • A possibilidade de usar redes sociais como Facebook, Twitter, Hi5 e outras mais.
  • Finalmente lançar mão de serviços como: Skype, videoconferências, envio de grandes pacotes de informação e até ver televisão através da Internet.

Se o afortunado cabo não vai trazer-nos tudo isso, por favor me expliquem quais são as razões para aguardar por ele até 2011. Espero que ao menos um pequeno fio de seu conteudo chegue até minhas mãos de blogueira freelancer, ou será que os kilobytes que circularão em seu interior terão como marca d`água: “só para os confiáveis”.

About these ads